• Início
  • /
  • Sobre
  • /
  • Meus Livros
  • /
  • Agenda
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Parcerias
  • /
  • Lojinha
  • /
  • Contato

  • A paz mora com o perdão



    Todas as vezes que eu fui perdoada por Deus eu não merecia. O perdão sempre é imerecido, talvez seja por isso que é tão custoso pra nós. Aprendi que o perdão é um bem prestado ao nosso próprio coração. Perdoar é liberar, é deixar de prender alguém dentro do peito. Ninguém quer um hóspede importuno, que não foi convidado, teimando em ficar, bagunçando a casa e destruindo as coisas. Por que fazer isso com o coração? A verdade é apenas uma, quando não há perdão, há um intruso no peito. Essa pessoa dorme, come, te acompanha aonde for. Mas a culpa não é dela de não ir embora, sabia? O coração está trancado, a porta está fechada, como ela vai abrir a porta e sair? O coração é seu, a chave é sua.

    A falta de perdão gera raízes amargas e elas crescem rapidamente e muitas vezes sufocam as sementes boas impedindo que elas cresçam. Muitos confundem perdão com um sentimento e não é, embora precise existir um desejo, o perdão é simplesmente uma decisão. Eu decido perdoar, eu escolho essa opção. Pode soar como injusto deixar ir embora quem deve tanto, quem não fez por merecer, quem não merece, quem só soube bagunçar e destruir, mas é assim  mesmo, o perdão sempre é uma dívida que deixa de ter valor. É ficar no "prejuízo", porém é ser recompensado pela paz. 
    Não pague na mesma moeda, 
    pague mais caro: perdoe. 
    Fique com a paz que supre todo prejuízo.

    A chave perdida do coração está no perdão, deixe o hóspede indesejado ir embora. Escolha perdoar. O coração fica devastado, mas com a casa vazia há paz para colocar tudo no lugar, jogar fora os cacos quebrados, varrer tudo para fora. 

    "O coração das pessoas não é lugar para visitas passageiras, sem compromisso, mas espaço para se construir ou plantar algo bom." Richard, livro Inverno de Cinzas

    Como perdoar alguém que não convivo mais ou que já morreu?

    Escreva. Escreva uma carta para essa pessoa como se ela pudesse ler. Fale das mágoas, das dores, mas fale sobre o perdão. Acredite, há cura nisso. Procure um amigo ou alguém de confiança e leia essa carta em voz alta. Deixa essa dor sair. Deixe essa pessoa partir, se despeça dela.

    Lembre-se, nós também já magoamos alguém, nós já ferimos pessoas. Tudo começa e termina no perdão. Se perdoe. Não exija tanto, não seja tão benevolente para os outros e carrasco de si mesmo. Perdoe seus erros, ache graça das imperfeições que muitas vezes fazemos. 

    A paz interior mora com o perdão. 

    Seja livre e libere os que te machucaram. Não vale a pena mantê-los presos. Primeiro porque eles não podem suprir carências, segundo porque seu coração não é lugar de passagem, é o local mais valioso da sua vida. Muitas pessoas nunca encontrarão o caminho para ele, mas algumas sim. Essas pessoas foram especiais no tempo que era devido a elas. Deixe que as lembranças se tornem marcas e não feridas expostas. Cuide do seu coração. Deixe no passado quem pertence a ele. Há pessoas boas querendo entrar, acredite. Permita-se recomeçar. Pessoas ferem, mas pessoas também curam.
    Principalmente abra a porta para o Carpinteiro gentil, que está batendo querendo entrar e te ajudar a colocar tudo no lugar. 

    Jesus, o Carpinteiro, disse: "Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo." - Apocalipse 3:20 


    Que Deus te ajude nessa missão. Se precisar de ajuda, chame por Jesus, ele é o Carpinteiro especialista em reconstruir o que o mundo destruiu. A casa vai passar por uma reforma e vai valer a pena!


    Deus te abençoe.
    Adriana Brazil
    Ouça:





    *Nenhuma parte do texto pode ser reproduzida sem autorização. 
    Breves citações e frases somente com devida citação de autoria. 


    Uma nova estação



    Olá, pessoal!


    Alguns leitores tem me perguntado sobre meus livros, o que tenho feito... Certo dia alguém me perguntou se eu tinha desistido da carreira. Eu sei que quase não tenho feito postagens sobre meus livros, mas hoje resolvi fazer.

    Gostaria de ilustrar minha vida literária com essa parábola que eu mesma criei.

    Certa vez um rei muito famoso resolveu dar uma grande festa e convidou todos que moravam naquele reino. O castelo era lindo e ficava no pico da montanha mais alta daquele lugar. Para chegar lá tinha apenas dois caminhos: o caminho principal, que só podia subir de carro e um carro de cada vez, e um outro que rodeava toda a montanha, nesse só era possível subir a pé.

    As pessoas receberam o convite com muita alegria, afinal era a festa mais badalada da história! Porém, passando alguns minutos da empolgação, as pessoas começaram a pensar com que roupa iriam e como chegariam, somente por pensar nisso muitos desistiram. Aqueles que não recusaram o convite começaram a se preparar, outros não se preocuparam e pensaram: ah, quando chegar mais perto eu irei me preocupar.

    O tempo foi passando e o dia da festa chegou. Na subida da montanha era possível se ver a quantidade de carros enfileirados, todos querendo chegar no horário marcado. E como era de se esperar houve um grande engarrafamento, ninguém subia. Ainda tinha os espertinhos que queriam passar na frente dos outros. 

    No meio daquela confusão um convidado resolveu abandonar aquele caos, deu meia-volta e pegou a pista contrária para a descida. Ao chegar no início da subida ele estacionou em um local espaçoso, pegou seu presente, calçou algo mais confortável e se aprontou para a subida. No caminho ele pensava em várias situações: Melhor eu desistir, só vou chegar no final da festa. Mas se eu conseguir conhecer o rei? E se todos tiverem ido embora? Por fim concluiu que deveria ir até o fim.

    Como era de se esperar depois de um dia ele chegou no palácio. Só viu os resquícios daquela grande festa. Ficou triste por não ter aproveitado o evento, as músicas e o banquete. Lamentou ter ido a pé. No portão do palácio encontrou um soldado e mostrou o convite. O soldado contou como a festa tinha sido boa e conduziu aquele convidado para dentro do palácio dizendo que o rei receberia todos que portassem o convite. 

    O convidado observou os empregados limpado e organizando o que restou da festa. Ele sentou-se a mesa. Alguns empregados riram por ele ter demorado tanto. Foi quando o rei entrou no grande salão. Assustado, o convidado ficou de pé e beijou a mão do rei. O rei alegrou-se por ele ter chegado e mandou que os empregados o servissem com bebidas e comidas. 
    "Deve ter sido uma grande festa."
    "E foi. Veja pelo lado bom, cumprimentei a todos, mas posso te dar total atenção agora."
    "Perdi a festa, mas agora estou sentado contigo."
    "Chegar é o mais importante, mesmo que demore. Que bom que não desistiu." 

    ***




    É isso, gente. Eu resolvi tomar um caminho mais longo, pois estava sendo sucumbida no meio de tanta confusão. O mundo literário é bastante competitivo, como qualquer outro meio, porém eu penso que não vale a pena perder sua essência por nada nesse mundo. Muitos perdem? Não sei, mas viver  competindo sempre arranca alguma parte boa de você.

    Em 2011 publiquei meu primeiro livro, Outono de Sonhos, juro que achei que seria mais fácil, mas não foi. Um longo caminho esperava por mim. Conheci pessoas incríveis, alguns eventos foram tão legais que eu faria de novo, mas também conheci pessoas que quase me fizeram desistir. Se sua essência é ser peixe de recife, não adianta tentar ser um tubarão de oceano. Foi em 2014, lá em Porto Alegre, nos meus últimos eventos, que eu percebi que eu estava perdendo minha essência. Entenda, a cultura do Reino de Deus é completamente diferente da cultura do mundo, é o contrário de tudo, você diminui para crescer, você se humilha para ser exaltado, você serve o próximo, você se esconde para ser mostrado, não há competições por lugares, não há comparações e se há, você luta consigo mesmo contra isso. Todos são servos um dos outros. Todos tem um único objetivo: realizar o sonho de Deus e essa missão é completamente diferente para cada um. Ninguém tem a mesma missão. Então, eu compreendi que não era mais eu mesma. Eu precisava passar pelo Oleiro. Em Jeremias, oleiro é aquele que quebra o vaso e o faz de novo, o vaso é refeito quantas vezes forem necessárias.

    Voltei de Porto Alegre diferente. Algo aconteceu dentro de mim. Fiquei grávida, me afastei dos eventos e logo após meu bebê nascer tive um AVC hemorrágico, como contei aqui no blog. Tudo mudou! Eu quase morri, mas tive um encontro profundo com Deus. Eu vivi o milagre da vida. Eu passei pelo vale da sombra da morte e Deus me tirou de lá. Não dava mais pra ser a mesma depois de tudo isso.

    Voltei a minha essência e me encontrei comigo mesma. As promessas que Ele me fez foram relembradas. Resolvi esperar o tempo de Deus na minha vida.

    Não, não desisti da carreira literária, não desisti dos sonhos, de ver meus livros nas prateleiras das livrarias, de ver meus livros virando filmes... Só estou vivendo a renovação e a espera.

    No início do ano a Editora me informou que não tinha previsão de novas edições. O mercado literário está em crise e todo mundo sabe disso. Depois de muito pensar resolvi rescindir meus contratos. Isso me levou ao início de tudo. Confesso que às vezes dá um desânimo enorme, mas é nessas horas que recebo um e-mail, uma mensagem, uma resenha e concluo que vai valer a pena. Aliás, já valeu a pena. Há histórias reais, de pessoas reais, que por elas, eu poderia dizer como o apóstolo Paulo: combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. 

    Por que eu não paro? Porque o Senhor ainda não me disse que é o fim. Enquanto isso vou caminhando, uma hora vou chegar, uma hora será a minha vez. Uma hora será o tempo de Deus e eu viverei a estação das cores e das conquistas.

    A série Foi assim que te amei será preparada para as plataformas digitais, provavelmente será repaginada e revisada. Sonho com um box impresso (suspiros), mas isso é um longo trabalho, vou fazer com todo carinho e paciência. Sei que a identificação dos leitores com Helen e Cia não é de mim, tudo aquilo veio do céu, só fui um canal para trazer à Terra. Tenham paciência e continuem me escrevendo, vai ficar pronto e vou compartilhar tudo nas minhas redes sociais. 

    Meu livro teen Além dos Sonhos provavelmente passará pelo mesmo processo sem mudar a capa, devido aos exemplares que ainda tenho em casa. 

    Sobre novas obras, sim! Estou escrevendo um livro novo! Só posso dizer que  é um ode aos leitores da Série Foi assim que te amei. Está em processo de finalização, mas sabemos que o ponto final é só o início de um longo processo de revisão.

    Então é isso, pessoal! Enquanto espero o tempo de Deus volto ao início da caminhada e vou fazendo aquilo que posso fazer. Ansiando pelos planos que o Senhor vai cumprir em mim. 

    Tenho certeza de uma coisa: a maneira de Deus vai ser a mais linda. É como a Bíblia diz: Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada. Romanos 8.18

    Me siga nas redes sociais:
     Instagram @_Adrianabrazill
    Facebook: Adrianabrazil




    Se você está no tempo da espera deixo pra você esse texto e essa música. Entregue tudo nas mãos de Deus, sua hora é perfeita, sua maneira a mais linda. 


    PLANO MELHOR


    É só esperar acontecer, É só continuar e não deixar Que as lágrimas embacem no olhar, E não deixar que a tristeza Tire a força do caminhar, Continuar olhando nos teus olhos E enxergando a verdade, Que nada e ninguém pode impedir, Jesus, plano melhor, Nunca chega atrasado, Sua hora é perfeita, Sua maneira a mais linda, Seja feita a Tua vontade, Eu só quero a Tua vontade, Assim na terra como no céu



    A ansiedade, escrito por uma pessoa ansiosa




    "Ah, a ansiedade é uma droga! Ela vem de mansinho, parece até inofensiva, mas logo está tomando conta de maior parte dos meus pensamentos. O ruim é que ela nunca anda sozinha, ela traz outros sentimentos ruins, parece que a insegurança, a insônia e a tristeza são as melhores amigas dela."



    "Você passa o dia esperando pelo outro dia na esperança de que ele traga algo bom ou uma novidade. Não é que sejamos pessoas pessimistas, não, pelo contrário, a gente espera que algo bom aconteça, que algo tire a gente daquela prostração, mas a ansiedade vence, na maioria das vezes." 



    "Sofremos por antecipação, seja por uma oportunidade, por uma conversa, por uma cena que nem sabemos se vai acontecer. Na nossa cabeça, a gente pensa em várias possibilidades de tudo dar errado, pois se der, a frustração não será maior. Afinal, "eu sabia que ia acontecer isso"." 


    "À noite costuma ser pior, pois a mente não para! Ela fica imaginando cenas que aconteceram e situações que podem vir acontecer. Há lamentações entre esses pensamentos. E a mente vai ficando cansada, mas ela não desliga. A ansiedade também é amiga da insônia. Tudo que você quer é fechar os olhos e dormir, sonhar com coisas boas e acordar com uma notícia boa. Isso costuma acontecer quando estamos felizes, porém não é sempre."

    "Quando amanhece você pensa em como vai vencer aquele dia. O máximo que der para procrastinar você fará, pois a mente está cansada e sem disposição para se dedicar as atividades do dia." 

    "Se o telefone toca ou se soa uma mensagem o coração dispara, pois sua cabeça não consegue "deixar para depois", de repente é urgente, de repente é importante, de repente é algo ruim, de repente é isso... aquilo... mas aí você já abriu a mensagem. Até porque mensagens não lidas te incomodam. Você responde, mas mesmo pensando que a outra pessoa pode estar ocupada, você espera que ela te responda. Se ela esquece a cabeça logo começa a imaginar outras coisas e outras cenas e outras situações. Que no final não é nada daquilo, mas aí já era, você já perdeu boa parte do tempo remoendo aquilo."


    "Você gosta de ter amigos, você ri com eles e se sente bem com eles, mas sua mente está cansada para se relacionar, para fazê-los bem na sua companhia. Você está sem disposição nenhuma de ir há algum lugar. Você até quer ir, mas fazer planos e estar junto não é nada fácil, é melhor ficar sozinho, no seu cantinho, mesmo querendo estar com eles. Muitas vezes é quase impossível acompanhar o que está acontecendo ao redor nas conversas, porque você está preso ao que está acontecendo dentro de você. Nesse seu mundo só cabe você e quase sempre ele também parece pequeno, causando desconforto e, às vezes, dói. Faz bem aqueles amigos que não desistem, sempre te chamam, mesmo sabendo que você não vai. Melhor ainda é quando você surpreende e aparece. São dias, são fases, nem todos são exatamente iguais."

    "Simples decisões são tão complicadas, pois você tenta imaginar as inúmeras probabilidades de dar errado ou não." 

    "E o pior de tudo é quando a depressão chega. A culpa não é dos outros, sempre é sua. Você fica preocupado com as pessoas e não quer preocupá-las. Vai de um extremo ao outro. Porque não é todo dia que você está no fundo do poço. Tem dias que a ansiedade dá uma trégua, vai passear, sei lá, e você fica bem. Não tão bem ao ponto de mudar toda rotina, mas fica bem. Quer sair, quer ver pessoas, quer falar, quer fazer algo legal. São dias assim que eu penso o quanto a vida deve ser extremamente divertida. Nos dias assim eu penso que deve ser assim que Deus quer que seja."


    "Tem gente que pensa que isso é um mal que não acomete cristãos e isso é uma mentira. Cristãos, nascidos de novo também tem seus temores, ansiedade e depressão. Sim, a diferença é que a gente recorre ao Senhor para poder vencer. Não é falta de oração, não é falta de Cristo, é simplesmente o pecado que entrou no mundo que trouxe todos esses males para a humanidade. Certa vez ouvi alguém dizer que ansiedade é frescura, é falta de trabalho e até mesmo falta de oração. Fico pensando que elas devem ser crentes demais e se esqueceram que empatia faz parte da vida cristã. Por outro lado têm aqueles que entendem a bagunça que acontece dentro de mim e se esforçam para me ver bem, o próprio Deus gosta de fazer isso. Essas pessoas valem tanto! Elas renovam minha esperança. Eu consigo ver uma luz e entender que a ansiedade não sou eu. Eu sou uma boa pessoa. O que acontece é que ela tem mania de se perder dentro de mim."

                                                                                 Anônimo (Rio de Janeiro, RJ)
    Adaptado, nenhum trecho pode ser 
    reproduzido sem autorização


    .............................................................................................

    Olá, pessoal!
    Como é difícil lidar com a ansiedade, não é mesmo? Essa carta explica tão bem o que tantos de nós sentimos! Eu também sou uma pessoa ansiosa e luto contra esse monstro constantemente. O que tenho aprendido ao longo do tempo é que em Deus há paz, segurança e sossego, a paz que excede todo entendimento!


    Por trás de toda pessoa ansiosa e depressiva há uma pessoa maravilhosa e encantadora, não estou falando de mim mesma (mas também posso rs), mas daqueles que não são compreendidos pela família, pelos amigos. Entendam que quando a pessoa diz que "não pode", ela realmente não consegue. Não é frescura, não é falta de vontade, não é falta de Deus, não é falta de oração, como bem dito à cima, é simplesmente um gigante maior que ela.

    Eu acredito que a ansiedade reflete na visão distorcida do propósito. Todos nós fomos criados para realizar um plano exclusivo de Deus e quando nos perdemos nisso, ficamos à mercê de sentimentos confusos e perturbadores. A confusão traz insegurança, traz vazio, solidão e ansiedade. Somente através de Cristo é que conseguimos vencer. Não há atalhos, só existe O caminho, Um caminho. Percebo que fico ansiosa quando não leio a Bíblia, quando não falo com Deus, quando meus afazeres me afastam da comunhão com o Pai. Mas quando me volto para isso eu sou renovada, Ele me faz lembrar das promessas que fez, isso gera paz, me faz lembrar o quanto sou livre!


    O profeta Jeremias foi muito sábio quando disse: "Quero trazer à memória o que pode me dar esperança". Pense nas coisas que vem do céu, pense em Deus. Descubra seu propósito na Terra. Você é uma pessoa extraordinária, criada para fazer coisas maravilhosas. Encontre a esperança em Deus, porque mesmo que você não veja isso agora, você é a esperança de muitas pessoas. Você pode ser tudo o que Deus sonhou! O fundo do poço não é o fim, a caverna escura não é o fim. É ali que o Senhor vai te resgatar se simplesmente você chamar por Ele.
    Conheça seu temperamento e respeite ele. Conhecer mais de si próprio ajuda a gente se entender melhor. Aqui no blog há uma postagem sobre isso.

    Você nasceu para ser livre! 

    Você não é sua ansiedade, não é sua depressão, nenhuma delas definem quem você é. Acredite, eu passo por isso e venço os dias maus me segurando nas mãos de Jesus. Ele sempre me sobe à tona para respirar e soprar um novo fôlego.
    Não lute sozinho, deixa Deus te ajudar. A liberdade é incrivelmente maravilhosa e disponível para você. Não deixe que o medo te coloque dentro de uma gaiola. Seja livre em Deus! Os dias maus ainda existirão, mas eles não durarão quando você estiver na companhia de Jesus.


    Deus te abençoe e te faça conhecer a vida que existe em Jesus!

    Até a próxima.
    Adriana Brazil







     
    © Autora Adriana Brazil- 2016. Todos os direitos reservados. Criado por: MK Designer e Layouts. Tecnologia do Blogger. imagem-logo