• Início
  • /
  • Sobre
  • /
  • Meus Livros
  • /
  • Agenda
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Parcerias
  • /
  • Lojinha
  • /
  • Portífolio
  • /
  • Contato

  • Coluna Foi assim... com Nanda Meireles #6

    Foi assim...
    Será um prazer participar dessa coluna que eu amo!!

    Vamos lá...

    Eu estava muito ansiosa para falar aqui sobre essa série que arrebatou meu coração. 
    Conheci a Dri através de uma amiga-irmã do coração: A Marcinha do Blog Apaixonada por Livros. Desde que elas se conheceram, a Marcinha não parava de dizer: "Nanda, você precisa conhecer essa escritora. Vocês vão se identificar demais com os livros uma da outra." E como sempre, ela estava certíssima! 


    Entre uma conversa e outra, trocamos nossos livros e eu pude me deliciar com "Outono de Sonhos". Li em um dia! Não conseguia desviar os olhos da leitura. Lembro que me passou tanta coisa na cabeça que eu queria dividir com a autora, por inúmeras vezes desejei parar a leitura e me sentar no PC para perguntar a ela se tinha alguma noção do quanto maravilhosamente bem ela escrevia.


    Amei a forma como ela narrou a história.

    Amei cada um dos personagens e amei cada situação que ela nos apresentava.

    Andrew é perfeito e o primeiro encontro dele com a Helen ficará gravado em meu coração para sempre.

    Os amigos deles são um sonho!


    Hoje eu estou presa entre o desejo de terminar de ler toda a série e a angústia de saber que o fim está próximo...
    Só tenho a dizer que tenho orgulho dessa minha amiga linda e talentosa que é a Adriana Brazil. 

    Minha resenha original foi assim:


    Helen é uma jovem criada no seio de uma família de princípios e valores cristãos. Ela é linda, inteligente, meiga, decidida e luta para um dia se tornar uma grande escritora.

    Em seu primeiro ano na faculdade de letras, Helen conhece novos amigos e é indicada para a retomada de um projeto no jornal do campus.
    É aí então que ela conhece a história de Andrew Gamberini.
    Há um ano, Andrew era um jovem invejado, talentoso, de família rica, popular e com um futuro brilhante pela frente. Mas houve um acidente horrível e as marcas da dor e do ódio são mais profundas do que ele pode aguentar.

    Helen se compadece com a história do antigo autor da coluna que ela precisa dar continuidade. Ao pesquisar mais a fundo, outros sentimentos desconhecidos são revelados.
    É possível se apaixonar por alguém antes de vê-lo?
    Um sentimento tão denso como o ódio pode vir a nos causar dano fisicamente?
    E o amor, pode mesmo curar todas as feridas?
    ***
    Um livro diferente de tudo que já li.
    E um dos que mais gostei.

    Nunca fui muito fã de detalhes ou livros longos, mas amei cada pedacinho do que a Dri escreveu. Foi envolvente e crucial para que pudéssemos conhecer cada personagem.
    E que personagens! Além da Helen e do Andrew, fiquei encantada com os amigos do casal. A eterna apaixonada Sarah, os lindos/divertidos/simpáticos Richard e Alan e muitos outros...

    E a história? MARAVILHOSA. A autora trata de assuntos delicados com ousadia e fé, sem rotular religião ou massacrar o leitor com abordagens constrangedoras. 
    É um livro que vale a pena ser lido.


    FIM
    Bjsssss
    Nanda Meireles

                                                           .........♫...........


    Por Adriana Brazil 
    Existem tantas coisas lindas na vida, e ter amigos é uma delas, uma das mais lindas! Para quem não sabe a Nanda é uma escritora muuuito talentosa, autora do futuro best-seller, Um sonho a mais (pode escrever), um romance tão lindo que ainda fica rondando meus pensamentos... mas deixa eu voltar daquele sonho de livro, e continuar falando da Nanda. Ano passado fomos apresentadas uma a outra pela nossa amiga Marcinha, aos pouquinhos fomos nos tornando amigas, e depois de termos trocado os nossos livros, tudo desabrochou! E esse ano a gente se conheceu pessoalmente, a postagem foi essa: Amizade.
    Fiquei muito emocionada com suas palavras Nanda... também é certo que eu devia esperar por isso, pois uma escritora com tanta sensibilidade e talento só resultaria mesmo nisso, lágrimas nos olhos e o coração sendo carregado de sentimentos nobres e sinceros.
    Obrigada por tudo amiga! Principalmente por pertencer a minha vida, na minha seleta roda de amigas achegadas!
    A Nanda é dona de dois blogs super lindos: 

    Por Helen Castilho
    Oi Nanda! Como é bom parar e ler palavras tão profundas sobre a minha história (ok a Dri me ajudou a escrevê-la, é minha e dela, eu sei)! Achei lindo o que escreveu, mas, preciso dizer que é sempre incômodo pra mim, quando leio o que as pessoas sentem em relação ao Andy...  mas deixa pra lá! Preciso me acostumar. 
    A Dri me mandou seu livro, e preciso destacar todos os pontos que o torna um dos livros mais lindos que já li! O Andy ficou com ciúme do Dane, porque ele ouviu eu comentando com a Sarah o quanto ele era fofo rs. Sarinha está lendo e adorando!
    Nossa, hoje eu mudei completamente o foco no meu comentário. Mas aproveitei para trocar umas palavras com você linda! Agradeço seu carinho! Grande beijo guria!
    PS.suas filhas são lindas demais! Elas me fazem lembrar demais a mim, quando eu tinha essa idade! Minha mãe viu e concordou, puxa como se parecem comigo! Adorei mesmo!


    Por Andrew Gamberini 
    Olá Nanda! Que bom saber a opinião de uma outra escritora. Ao ir lendo sua postagem fui levado novamente ao meu primeiro encontro com a garota que mudou minha vida. Se em você ficou gravado aquela a cena, imagina então pra mim?!  Pedi a Dri só um espaço a mais aqui, e ela deixou eu compartilhar o que senti naquela noite. 


    Naquela noite fria de inverno, foi assim que me senti...
                Suspirei fundo e soltei. Virei-me de costas para a entrada da sala. A ansiedade não podia me dominar, e o que eu estava sentindo não podia ser mais forte do que a maneira certa de agir.
                Senti que alguém estava chegando.
                _Vou deixar vocês dois sozinhos _disse Richard.
             Permaneci de costas. Saber que ela estava atrás de mim me gelou e por pouco não me paralisou. Senti que ela estava muito próxima. Senti seu perfume, era ótimo.
                O medo me envolveu. Ela devia ser linda, mais linda do que nas fotos.
               Suspirei fundo, e o perfume dela me deixou embriagado, como se fosse um imã, me dizendo que meus olhos veriam algo totalmente desejável. Precisava olhar, precisava me virar.
                Coloquei a mão no controle da cadeira, e lentamente fui virando-me de frente para ela, vi seus pés. Estava diante dela. Numa última tentativa, me agarrei na fina coragem que me restou e levantei a cabeça. Meus olhos se prenderam no rosto dela.
                Senti-me como uma refração, desviei de direção os raios luminosos que ela emanava. Eu era um ponto nulo, o que eu estava fazendo naquela cena?! Ela era linda demais! Seus olhos eram tão penetrantes que pareciam cortar meu interior. Sua presença ali, era como um relâmpago encontrando o chão, fazendo estrondar minhas estruturas tão fracas.
                Uma lágrima rolou do rosto dela. Como eu imaginava, eu não pertencia ao mesmo lugar que ela, um lugar iluminado e carregado de beleza.
                
    Talvez algum dia, eu conte ela na íntegra... 
    Me despeço de ti com um forte abraço.  Richard e Alan mandaram beijos.

    8 comentários :

    Nanda Meireles disse...

    Meu Deus! Quantas vezes imaginei o que se passou na cabeça do Andy naquele momento!
    Sabia que devia ser algo assim... Lindo, intenso, puro e capaz de trazer luz e vida para seus dias.

    Obrigada, Dri, por escrever essa linda história, por me permitir conhecê-la de ante mão e, de quebra, aceitar minha amizade mesmo com todos os defeitos que tenho... rs

    Helen, amo seu Andy pela criatura linda que é, por dentro e por fora =P
    Sei que ele é e sempre será apenas seu.
    Andy, sua história tocará corações e irá além do que um dia já sonhou.

    Beijos para toda essa turma maravilhosa!

    Ká Guimaraes disse...

    Ai que lindo, o seu livro toca mesmo amiga...
    Fiquei com ciumes tá kkkkkk

    bjksssss
    PS= Helen o Andy agora é nosso aushuahuahsuhas

    Marcia disse...

    suspiros...suspiros...suspiros, jamais vou deixar de me apaixonar, me emocionar com essa linda história de amor, amei de paixão conhecer os pensamentos do Andy (doce, puro) como sempre sonhei que seria...suspiros...suspiros...suspiros.

    Helen minha linda, nem precisa ficar com ciúmes isso tudo é seu aff!!!

    Minhas lindas amigas-irmãs-do-coração, amo vocês!

    Bjs..bjs..bjs...

    ainda suspirando!!!!!

    Eliane disse...

    Ai Dri, tô tendo faniquito de curiosidade pra ler sua história. Quem manda ser tão curiosa como eu!
    Amei seu post com a Nanda. Ela tb é muito querida por mim. DEsejo sucesso para vocês duas. E que os anjos digam amém!

    Beijo

    Eliane (Leituras de Eliane)

    Evany Bastos disse...

    Amigas!! essa coluna é uma graça, charmosa, linda.Fala de Adriana é falar de Foi Assim Que te Amei, linda como ela, e dos persomagens que cativa a gente. Tô anciosa pra lêr um Sonho a Mais. Parabéns a todas voçês.
    Mickbeijos minhas lindas.

    Neiva Meriele disse...

    Amooooo demais essa coluna. Ainda mais quando ela é comentada por uma escritora também que tem outro ponto de vista. A Nanda é uma escritora maravilhosa e eu achei o máximo o que ela escreveu sobre a série. Ah..Dri, você acaba fazendo a gente gostar do que não gostava antes, eu também nunca fui fã de histórias muito longas, até conhecer Foi Assim que te Amei, agora que estou lendo o último livro da série e to com dor no coração de saudade.

    Adriana Brazil disse...

    Nanda: chega de me fazer chorar né?! Adorei!! Amei cada pedacinho que escreveu!

    Marcinha: gato preto pra vc! Sempre sempre suspirando pelo Andy afgh! tá bom, vou deixar né? fazer o quê?!

    Ká:i fica com ciúme não fofuxa! Amo vc miguxa!

    Eliane: ah foi um prazer te conhecer pelo Twitter quem diria?! Cheia de talentos. Logo logo essa curiosidade não vai mais existir!

    Eve: ah amiga, olha onde já chegamos?! Obrigada por tudo!

    Guria:tá acabando né?! puxa que pena... tb morri de saudades!!

    Bjuuus meninas! Obrigada a cada uma por comentar aqui nessa coluna que eu amo!

    Jaqueline Figueiredo Lopes disse...

    Amo ler esta coluna do blog, axo o máximo, mesmo que eu naum comente aki mas sempre leio e fico ansiosa pela próxima edição...hehe
    Amiga vc é o máximo! sua criatividade é d++! t admiro de montão.
    parabéns!!!

     
    © Autora Adriana Brazil- 2016. Todos os direitos reservados. Criado por: MK Designer e Layouts. Tecnologia do Blogger. imagem-logo