• Início
  • /
  • Sobre
  • /
  • Meus Livros
  • /
  • Agenda
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Parcerias
  • /
  • Lojinha
  • /
  • Portífolio
  • /
  • Contato

  • FOI ASSIM... com Débora Cristina #3




    Foi assim...


    Ah Outono de Sonhos, é mais do que um sonho. É a realidade, enfrentada por tantos, e que nem sempre paramos para observar. Cada detalhe minuciosamente feito, cada olhar muito bem descrito, cada sentimento especialmente relatado, faz de Outono de sonhos mais do que um simples livro. Torna a simplicidade, desse “simples” assim posto, em algo apaixonante, pois são nas pequenas e simples coisas, pela qual vivemos.


    Deus é tão simples, mas sempre está em nós. Sua simplicidade fez grandes feitos, assim como seu livro.


    Mas agora pode estar se perguntando, o que há em relação entre Deus e você? É simples, como tu mesmo disse, Ele lhe deu um dom (e que dom maravilhoso!), um dom que tocou, assim como Deus, meu coração e me fez ter esperanças de algum dia encontrar um verdadeiro significado para esse sentimento: Amor, que vai além dele, que junta-se com a compaixão, e também buscou a minha Fé, resgatou-a, assim como Helen está tentando fazer com Andrew.

    O existencialismo da palavra amor, sempre me deixou bastante perplexa, em certas ocasiões eu até duvidei desse sentimento. Seu livro revigorou em mim este sentimento. Com poemas descritos, pude observar o quão grande é o amor, e o quanto é poderoso.


    Nunca tinha observado o capitulo 13 de I Coríntios. Como é lindo e dantesco esta passagem! Como ele pode descrever tão bem o amor, em várias facetas!

    Não posso descrever seu livro. E nem como fiquei e estou impressionada e emocionada ao lê-lo. Descrevê-lo seria pequeno demais perto de sua imensidão de sentimentos que despertou em mim. Espero, de coração, que outras pessoas leiam e consigam sentir o que estou sentindo, e que faça muito Sucesso. Seu livro chegará muito além do Sucesso, pois as melhores coisas devem estar sempre em Evidência.

    Débora Cristina


    Por Adriana Brazil

    Eu sou apaixonada por esta coluna! É maravilhoso demais, as emoções que aparecem por aqui. É de tocar o coração, e acrescentar que vale a pena você tentar, vale a pena você não desistir dos seus sonhos!

    A Débora é uma guriazinha linda, lá do Paraná, que eu conheci através do Skoob. Ela se interessou pelo meu livro, e na época eu não tinha nenhum exemplar teste aqui em casa, e mandei pra ela encadernado mesmo. Ela leu e foram essas, algumas, das muitas palavras emocionantes que recebi dela através dos emails. Sim! Essa guria enviou emails lindos pra mim, falando das mais variadas emoções que sentiu com Outono de Sonhos. Fui cativada intensamente, e na hora de escolher qual email colocaria aqui, fiquei numa baita dúvida! Ela é incrível com as palavras, acho que já deu pra perceber não é mesmo?!

    Você me encantou com suas palavras Debi (como a apelidei) e eu adoraria agora poder descrever o que foi pra mim, receber cada email seu. Ah... nessas horas elas somem como se quisessem dizer que é somente para o coração sentir, sem dar muitas explicações. Agradeço seu carinho, cada um email! Não pare de me escrever, adoro eles! Espero um dia te conhecer pessoalmente! Obrigada por acolher com tanto carinho essa história!

    A Débora me escreveu um poema lindo, lindo mesmo! Fez especialmente para meu livro (meu Deus que honra!) vou postar ele na íntegra um outro dia, porque ele merece ser gravado aqui!

    Termino com um trecho desse poema tão lindo que me emocionou profundamente. E ela ainda garante que não é poeta...

    Seu texto inspira a viver,
    ensina a amar,
    resoluta em emoções,
    atinge nossos corações
    Aprendemos que com tão pouco
    podemos enxergar a vida de maneiras diferentes,
    pois somos tão pequeninos a grandeza desse mundo,
    que quando paramos e percebemos a imensidão dele,
    já estamos corrompidos a viver e amar cegamente,
    Fazendo com que a história,
    fique em nós eternamente...
    Mas talvez as estações,
    Voltem.
    Mas talvez as estações,
    Entrem.
    Mas talvez as estações,
    Fiquem.
    Mas talvez as estações,
    Amem.
    Mas talvez as estações...

    Mas talvez as estações voltem, entrem, fiquem, amem,
    e sejam amadas,
    Correspondidas.
    Simplesmente, correspondidas...


    Por Helen Castilho:
    As palavras se tornam profundas, não pela beleza de combinações em prosa, verso ou até mesmo rimas, mas quando conseguem alcançar o nosso interior. E você Débora, conseguiu de uma forma tão singela, captar a essência que eu tentei descrever.
    Fiquei muito emocionada com suas palavras, e sei exatamente o que a Dri sentiu com elas. E seu poema?! Tão lindo, tão absoluto...
    "Deus é tão simples... Mas agora pode estar se perguntando, o que há em relação entre Deus e você. É simples, como tu mesmo disse, Ele lhe deu um dom..." 
    Mesmo que não quiséssemos Deus está dentro de nós... Linda suas palavras guria! Acertou o alvo certo! 
    Um grande beijo!
    PS.Fico feliz de estar tão pertinho de mim.


    Por Andrew Gamberini:
    Como a Helen bem diz, o que torna uma pessoa poeta, ou até mesmo um pensador, é a profundidade que suas palavras alcançam no interior das pessoas. E as suas Débora, ficaram bem distantes da superfície. 
    Recebemos seu carinho e que você continue a sacudir as palavras, montando um novo quebra-cabeça a cada vez que sentir necessidade de usá-las. 
    Abraço e um beijo para você!

    Por Alan Schmidt 
    A Adriana me disse que eu só podia comentar se fosse para falar sério. Eu garanti que seria...
    Essa guria é boa com as palavras! Embora ela não ter mencionado meu nome, sei que ela gostou muito do meu jeito, como a Dri me disse. Só passei por aqui mesmo para sondar, algo, do tipo... será que ela tem namorado?! Beijos pra ti guria!
    Melhor eu ir! Sorry Dri.



    9 comentários :

    Karine Marinho disse...

    Nossa só consegui ficar ainda mais ansiosa para ler o seu livro *--* Adorei as palavras usadas para descreve-lo.
    Beijos,K.
    Girl Spoiled

    Débora disse...

    Meeu Deus!!! Quase tive um treco aqui, seu livro já me emociona, e suas palavras me congelam....
    Adorei o livro, por isso escrevi essas palavras, que não acho que sejam tão boas assim...
    Seu livro realmente me inspirou, me marcou, me mostrou várias facetas do amor!
    Aaaah eu nem sei mais o que falar, sempre fico sem palavras em falar de outono...

    Ah doce Helen, você sempre se emociona, eu também sempre me emociono com suas palavras, com sua agenda, rs, e com suas dúvidas e emoções, tu me inspira...

    Andrew *.*, espero que Helen não fique com ciúmes, mas... aah sempre desejo olhar em seus olhos e vê-los brilhando, e olha, olha, olha, temos algumas manias em comum...

    Alan ;$, bem fiquei meia tímida agora... bom eu não precisaria mencionar o seu nome, se ele não sai dos meus pensamentos...rs, aham sei, sei como tu és assim tão sério, bom seu jeito é tão legal, quero dizer... me junto com a Helen no estilo chato, rs, mas assim, do tipo estou solteira... rsrs, mas olha, olha, não quero que a ..., bom deixe pra lá, fique com ciúmes, fazer o que, rs, mas saiba que eu te adoro seu chatinho!


    Aaaa Karine o livro é bom mesmo, vale muito a pena ler...

    Adriana Brazil disse...

    Ah Débora você foi demaaais agora! rsrs adorei!! É, acho que mais pra frente a... vai ficar com muito ciúme de vc guria! Mas vc sabe né?! O Alan é impossível! rsrs
    Eu que agradeço suas palavras e a honra de ter seu nome somado na coluna do Foi assim.
    PS.Helen ficou com ciúme de vc rs*

    Karine: espero que em breve você leia e também venha viver as emoções de cada uma das estações. A temporada está aberta! Vem curtir!

    abraços e mts bjs meninas!

    Nanda Meireles disse...

    Uau... Sempre me emociono com essas respostas dos personagens.
    Ah, Andy e Alan... Só quero ver o que falarão da minha resenha.
    Ansiosa aqui, rs.
    Bjs

    Evany Bastos disse...

    Nossa essa coluna está bombando gente! ela está muito boa, fico anciosa por cada postagem. Parabéns Adriana. Helen, Andrew, Alan, Richard, Rebeca!! Tô morrendo de saudades!!O blog esta uma maravilha.Mickbeijos a todos.

    Ká Guimaraes disse...

    Ai meu Deus, o Alan dando recadinho kkkkkk babei gente.

    A Debora vc me emocionou também, linda as suas palavras, mais me desculpa o Andy e meu e o Alan também kkkkkk Já viu né aushuasuahs

    A cada semana que passo aqui sinto mais saudades deles. Sarah não fica com ciúmes não tá bjksssss

    Seu livro é demais Dri, bjkssssssssss

    Adriana Brazil disse...

    Ah Nanda, vc sabe que alguns deles adorar "se aparecer" basta mencionar os tais rsrs
    Ai guria, acho que eles estão pedindo nossa visita de volta em Floripa rsrs
    Ká, tu vai arrumar confusão lá em Floripa, da pra parar de dizer que o Andy é seu?! Afgh! Helen tem ciúme... e eu tb rsrs

    Ahtange Ferreira disse...

    Dri, você merece cada palavra, cada carinho. Já te falei te vi no clube e teu sorriso me cativou. Já imagino como vai ser quando eu viajar com você nessa história linda, pois já te admiro nas quatro estações.
    Um bjo grande amiga.

    Deh disse...

    Aaah o livro é tão belo *.*
    Mas Ká, deixa eu te falar, amo eles, tá fazemos um acordo, vc rapta o Andrew da Helen, e eu rapto o Alan da Sara! =D Pena que não dá para fazer isso, se não a história, kbumm!! rs rs rs
    Mas é muito boa esta história, eu ficava boba, rindo sozinha, sonhando...
    Aaah e ficava só imaginando o Alan e o Richard! *.*
    Babeeei com o Alan! ;p

    Não tem comparação desse livro, dessa série, sem igual! Simplesmente Maravilhosa!!! Parabéns Adrii!! =)

     
    © Autora Adriana Brazil- 2016. Todos os direitos reservados. Criado por: MK Designer e Layouts. Tecnologia do Blogger. imagem-logo