• Início
  • /
  • Sobre
  • /
  • Meus Livros
  • /
  • Agenda
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Parcerias
  • /
  • Lojinha
  • /
  • Portífolio
  • /
  • Contato

  • Florianópolis - Outono de Sonhos - Parte Final


    "Só me sinto digna das minhas asas se eu as utilizar para fazer os outros voarem". Augusto Cury - O vendedor de Sonhos

    A vida não seria nada sem eles. A vida não seria digna de ser vivida se eles não existissem. Eu sei que eles pulsam em mim, de uma forma ou de outra, me levando a crer que a vida é muito mais do que uma rotina regida pelos nossos afazeres. É com eles que vamos a todos aos lugares mais incríveis do mundo! É com eles que suspiramos fundo e cremos que o amanhã pode ser melhor. Não duvide, fomos criados para sonhar. 

    Eu vivi um lindo sonho acordada, ah... essa foi a melhor parte. Eu andei por lugares que idealizei, e todos os meus talvez eu tentei fazer com que se transformassem em certeza. Sim! Eu os vi em cada cantinho que andei em Floripa. Em cada voz carregada de sotaque, eu sorri. Fiquei sim em estado de êxtase, porém devia ter chorado mais.
    Foi um lindo sonho, e trago ainda embalado em meu peito a certeza que ele não acabou.
    Como um pássaro estende suas asas e voa em direção ao alvo, assim me senti. Assim me realizei. Eu era digna das minhas asas, porque consegui levar sobre elas tantos outros que sonharam e ainda sonham comigo. 
    Então sonhe... é o primeiro passo para eles serem reais.

    "Mas vá em frente! Não tenha medo do caminho, tenha medo de não caminhar (...) Se seus sonhos forem desejos e não projetos de vida, certamente vocês levarão para a sepultura seus conflitos. Sonhos sem projetos produzem pessoas frustradas, servas do sistema. Conquistas sem riscos são sonhos sem méritos. Ninguém é digno dos sonhos se não usar suas derrotas para cultivá-los".  Augusto Cury.


    Então, abaixo segue, um pouco do que sonhei ;) 

    Pela turma de Florianópolis - Por Helen Castilho

    Outono de 2011.
    Sábado pela manhã.
    Assim foi nosso encontro na UFSC.
    Os dias que a Dri e o Marcio ficaram aqui, meu carro ficou emprestado com eles. Eu e Sarah chegamos na UFSC com Marcio dirigindo.
    — Cadê eles, Helen? — perguntou a Dri depois de termos tirado várias fotos em frente ao CCE.
    — Disseram que estavam chegando — respondi.
    — Pena que Evelyn não veio.
    — A Evelyn está toda enrolada com o trabalho para segunda — disse Sarah.
    — Também, fica chegando tarde das festas — disse para Sarah.
    — E você Marcio? Gostou do trânsito de Floripa?! — perguntou Sarah sorrindo.
    — Tudo muito bem sinalizado, mas já estou ficando saturado com tantos sinais, pardais, e placas de velocidade reduzidas, preciso reaprender a dirigir — disse Marcio. — Sem contar as faixas de pedestres, lá no centro chega irritar — sorrimos juntos.
    — No Rio deve ser uma loucura hein?! — disse sorrindo. — Só espero seu Marcio, que não chegue multas para mim — brinquei com ele.
    — Se chegar é simples, você paga. Vai estar no seu nome mesmo — sorrimos.
    — Ainda não me conformo que não trouxeram aquele gostoso e fofuxo do Lucas — disse Sarah fechando os punhos, no mínimo imaginando apertar as bochechas do filho da Dri.
    — Também acho! — protestei. — Deixava ele com a gente! Ele é um fofo, que eu tenho vontade de apertar muito aquele gostoso!
    — Tadinho do meu filho perto de vocês duas — sorrimos.
    A picape do Richard estacionou próximo de onde estávamos. Eles desceram sorrindo e nos cumprimentaram. Alan como sempre bagunçou meu cabelo e o da Dri também. Com Sarah ficou sem jeito e disfarçou.
    — Estava com saudade de você Richard, mas deste mala... — disse  a Dri sorrindo.
    — É impressionante como implicam um com o outro — disse Richard para o Marcio. — Porém, não vivem um sem o outro, não é meninas?!
    Olhei para a Dri e fizemos uma expressão de desdém.
    — E o Andrew? Como está? —perguntou a Dri para Alan.
    — Está bem, e espera vocês para o almoço.
    — Ah meninos ... — disse a Dri. — Vocês não fazem noção de como são queridos pelas minhas amigas.
    — É mesmo?! —perguntou Richard surpreso.
    — Muito! Tem uma delas que defende sempre vocês! Tá, ela é da turma do Alan sabe? Tipo, adora concordar com Alan, que eu e Helen somos umas chatas!
    — Rah! É das minhas! — disse Alan sorrindo. 
     — Adoraria que elas vissem como cada um de vocês são.
    — Só dizer para elas, eu sou igualzinho aquele ator, o Sean Faris. Só que eu —ele passou a mão no cabelo se exibindo — sou mais gato que ele!
    — Mas como é convencido! — a Dri me olhou sorrindo. 
    — E eu não sei?! Ele se acha! — disse fazendo careta para ele.
    — Ele pode né? — disse Sarah sussurrando para mim.
    — Aproveito para perguntar uma coisa: por que não deixa eu fazer uma postagem inteira no seu blog?! - disse Alan para Dri.
    — Porque no mínimo vai ficar zuando do início ao fim — disse a Dri.
    — Já convidou o Richard, a chatinha aqui, menos eu. Aposto que as suas amigas iam gostar mais da minha postagem do que a de vocês!
    — Mas é convencido viu?! —disse Dri. — Ok, acho que pode até ter razão, vou deixar você fazer uma. Alan? Apenas uma, se escrever suas costumeiras gracinhas, eu não deixo mais.
    — Eu faço meu blog!
    — E por que não faz um então?!
    — Vou pensar nisso. Daí também não te convido para escrever por lá!
    — Eu mereço! — a Dri sorriu olhando para cima. — Ok, vou deixar você escrever, em breve, um post no meu blog. Se zuar, já sabe!
    — Isso! Mas aí, vamos almoçar?! Já estou com fome!
    — Chegamos quase agora — reclamei. — Não acredito que esteja com fome!
    — Já são quase onze e meia! Aposto que não é só eu que estou com fome! — Alan colocou o braço no ombro do Marcio.
    — Concordo Alan — disse Marcio sorrindo.
    — Ah não! Nem andamos como queríamos! — protestou Sarah.
    — Vamos meninas! —disse puxando o braço da Dri e da Sarah.
    Enquanto tirávamos fotos, Alan ficou atrapalhando  quase todas.
    — Lá no Rio, chamamos as pessoas chatas assim de mala! — disse a Dri nos fazendo rir.
    — Vamos embora almoçar e deixar vocês aqui! Já terminaram?!
    — Todos os dias você atura isso, Helen? — perguntou a Dri.
    — Ahã. Quase que 24hs por dia. Já me acostumei — Alan apertou meu nariz.
    — E Sarinha? —sussurrou Dri para mim.
    — O que estão falando de mim?! — disse Sarah se aproximando.
    — Nada — disse sincronizado com a Dri. — Deixa pra lá — sorri de canto.
    — Aposto que estão fofocando — disse Alan.
    — Cara chato! — disse a Dri. — Por que não vai ficar lá com o Richard e o Marcio hein?! Que mala!
    — Ok, eu vou, depois não chorem minha ausência.
    — Ai que fofo — disse apertando a bochecha dele.
    Desistimos de fazer todos os vídeos, Alan estava mais chato do que nunca. Saímos dali e fomos para a casa do meu lindo.
    A Dri bem que tentou tirar uma foto de todos nós juntos, mas desistiu porque o nosso amigo chato atrapalhou todas elas.


    Dri, quero conhecer o Lucas e apertá-lo muito junto com a Sarah! 
    Espero que não demorem a voltar!
    Deixo com vocês que acompanham o blog da Dri, o vídeo com mais um pouquinho da minha cidade. Espero vocês aqui em breve!



    Locais mencionados: Forte de São José da Ponta Grossa
    Jurerê Internacional
    Praia da Armação
    Praia Morro das Pedras



    10 comentários :

    Jaqueline Figueiredo Lopes disse...

    Amiga a cada dia vc me encanta mais.
    Sua criatividade é fascinante! Amo esta mistura q faz entre o real e a ficção, fico até perdida, mas amo estar envolvida nesta história encantadora.
    Vc é d+++!
    te amo!
    bjus

    Marcia disse...

    hahaha acho q sei de quem tu ta falando "Tem uma delas que defende sempre vocês! Tá, ela é da turma do Alan sabe? Tipo, adora concordar com Alan, que eu e Helen somos umas chatas!" é sou euzinha mesma hehe...e aproveitando EU QUERO uma postagem do meu TDB sim...rs. vou A-D-O-R-A-R.

    rum...espero q não tenha esquecido de mandar e dar meus beijos e abraços nessa turminda linda q amo de S2 (suspiros).

    Adriana Brazil disse...

    Jaque: eu tb já me perdi em tudo isso, mas ainda completando Augusto Cury: "Como se achar sem nunca se perder?"
    Amo vc miga!!

    Marcinha: kkkkk ashuashauhsa bem, a mencionada ali em cima é TU MESMO! Mas, sabe, não sabia se podia colocar seu nome rsrs, mas eles sabem que é vc mesmo! Só que a chata é vc!!

    bjuus

    Érica Lopes disse...

    Lindo texto! Adorei os dialogos, vc é muito criativa amiga!

    E esse lugar? Meu Deus! Não imaginava que Floripa era tão encantadora assim!
    Parabéns pela conquista Dri!
    Vou sonhar e acreditar nos meus sonhos para conseguir realizá-los!

    Beijokas amiga linda

    Neiva Meriele disse...

    Bom dia Dri, que lindo acordar de manhã e encontrar mais uma postagem linda da galerinha aqui do Sul. Acho que eu já te falei mas vou repetir, acho linda a forma como você interage com seus personagens como se eles fossem reais, a forma como os ama é tão comovente. Já sabe que eu sou sua fá neh, então amiga continue assim linda e sonhadora pois a cada dia você alcança mais e mais a admiração dos seus fãs. Bjos

    Ká Guimaraes disse...

    Olha eu aquiiiiiiiiiiiiii....
    Amo esta suas postagens, estou com saudades da Helen srsrrs e do meu Andy. Floripa é o sonho de consumo de todos, espero poder ir lá juntas imagina amiga srsrrsrs

    bjkssssss

    Karine Marinho disse...

    Ain, você me deixou curiosa com os comentários no video, fico imaginando o que acontece, como foi, geralmente não imagino certo, mas é divertido *---*
    É tudo tãaao lindo, imagino o que você sentia ao passar pelos lugares onde se passa ao seu livro, imaginar cada um dos personagens ali, naquela cena especifica. Agora quero ir para Florianópolis também, viu o que você fez, Dri!

    Beijos,K.
    Girl Spoiled

    Adriana Brazil disse...

    Keka: amore, assim fico sem jeito rsrs
    Isso amiga,não desista dos seus sonhos! Deus os fará reais!

    Guria: eu já nem duvido mais do quanto eles são reais, são lindos e eu os amo tanto.

    Ká: imagina que sonho amiga?! Nossa! Seria +QD+!!

    Kaká:hihi, é lindinha, vc realmente não faz noção de tudo que eu senti naquele lugar, foi lindo! Conheça sim, vc vai se sentir entrando dentro da história e vivendo uma emoção indescritível!

    Bjks meninas!

    Débora disse...

    Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaah! que saudade dessa turma!
    e do Alan, rs
    É eu o Sean Faris deve ser mesmo um pouquinho mais feio do que você Alan, rsrs

    Adri, quando você escreve, consegue tocar o coração, isso é um máximo!

    Adriana Brazil disse...

    Déh! Oi guria!! Que bom te ver por aqui!!
    Sei sei, olha a suspeita aí de falar do Alan rsrs
    Não dá corda pra ele, já se acha, vc falando ainda ele vai se encher mais!
    Agradeço seu carinho minha flor!

    bjks

     
    © Autora Adriana Brazil- 2016. Todos os direitos reservados. Criado por: MK Designer e Layouts. Tecnologia do Blogger. imagem-logo