• Início
  • /
  • Sobre
  • /
  • Meus Livros
  • /
  • Agenda
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Parcerias
  • /
  • Lojinha
  • /
  • Portífolio
  • /
  • Contato

  • Coluna Foi assim... com Luiz - meu pai #14



    ESPECIAL - com meu pai!


    Ao ler o livro Outono de Sonhos, fiquei profundamente emocionado ao perceber que a Helen tem um TAC (ternura, amor e carinho) por seus pais. Desde o seu primeiro dia na faculdade até o desenrolar de toda a história, Helen tem a presença marcante de seus pais. Foram momentos que envolveram expectativas, perdas, muita dor e conquistas. Seria impossível para mim, que não tinha o hábito de ler, receber das mãos da minha filha o manuscrito do seu livro e não chorar.

    Veio a minha mente a doce lembrança de uma cena vivida pela minha filha na infância. Cheguei do trabalho, fiquei perplexo ao ver no quintal, vários tijolos, com tábuas improvisadas em cima, servindo de mesa, e ao redor da mesa, estavam sentados seus alunos, que eram seus coleguinhas, brincando de ler e escrever, onde minha filha era a professorinha. Desde esse dia, comecei a observá-la, e constatei que até o dia de hoje, a amizade, companheirismo e sinceridade são características reais na vida da minha filha. Ela trata esse livro com tanta sensibilidade que os personagens, parecem reais. Acredito que cada leitor vai se encontrar neste lindo romance de amor.

    Para aqueles que perderam seus sonhos ou se decepcionaram com amigos, ou vínculos que foram quebrados, eis aqui um convite: LEIAM ESTE LIVRO!

    Obrigado Senhor, por nos ter dado essa família maravilhosa e que ela continue sendo um canal para resgatar "SONHOS".



    Por Adriana Brazil
    Que coisa mais linda, não é gente?! Fui surpreendida esses dias, com minha mãe dizendo que meu pai tinha feito um comentário falando do meu livro! Pedi para ver o papel que ele havia escrito. Fiquei tão emocionada com o relato, afinal ele não gosta de ler, mas fez questão de ler meu livro. E dentre tantas coisas que meu pai representa na minha vida, como ter me ensinado a fazer continhas, a DESENHAR, eu sempre vou lembrar de que ele sempre foi presente, ele sempre estava lá. Um desses momentos entraram no livro 3 da série Foi assim que te amei, a cena da pipoca, vocês vão se emocionar...


    Lembro que eu adorava brincar de escolinha e meu pai nunca reclamou dos inúmeros tijolos que eu quebrava para "montar" a sala de aula. Entre tantas recordações, eu lembro com carinho dos momentos que me fizeram ser quem sou hoje, lembro das inúmeras histórias que meu pai contava quando era criança. Lembro que chamava todas as crianças da rua, porque era dia de "Meu pai vai contar história hoje, gente!". Nos juntávamos nas noites, e meu pai contava de uma forma mágica histórias de fantasia, comédia, outras terror, outras tristes, outras reais.
    E foi por causa de você pai, que hoje, sou eu que conto as histórias, que tem tocado o coração das pessoas, e pelo que vejo, o seu também. Te amo pai!

    Por Helen Castilho
    Ah Dri, que coisa mais linda! Você tem um paizão hein?! E sei exatamente os seus sentimentos, em saber que a vida é bem melhor por ter um pai presente! Me emocionei extremamente com as lembranças que te fizeram ser quem você é. Eu também, sou uma pessoa melhor por ter tido sempre, um grande pai, meu herói, aproveito para dizer isso de novo: te amo paizão! 
    Beijão no seu pai, Dri, ele é um fofo!

    Por Paulo Castilho
    Essas nossas filhas, são um orgulho para nós, não é mesmo Luiz?! Helen é um tesouro na minha vida, e quando vejo seus atos, palavras e ações, me sinto cada vez mais honrado por ter uma filha tão especial. Compartilho seus sentimentos, e agradeço a Deus todos os dias, pela vida de Helen. Tenho certeza, de que, como sua filha, ela irá ainda tocar e resgatar os sonhos de muitas vidas. Grande abraço.

    Música inspiração - Um puro coração
    Ana Paula Valadão





    Pai, você me ensinou a amar a Deus
    Pai, você me ensinou a amar o que Ele ama
    E a não ter nenhuma outra ambição na vida
    A não ser cumprir a vocação que Ele nos entregou

    De sermos servos
    De sermos santos
    De sermos simples
    Sempre verazes

    De sermos mansos
    Perdoadores
    De sermos livres
    Sempre valentes
    Com um puro coração
    Com um puro coração

    ♫ Adriana Brazil  ♫


    13 comentários :

    Érica Lopes disse...

    Que mais pai carinhoso amiga!

    Acho muito lindo essa relação pai e filha!
    É tão bom ouvir palavras doces de pessoas especiais...
    O texto do seu papis Luiz foi lindo e muito tocante!

    Beijokas

    Fábrica dos Convites disse...

    Imagino sua emoção diante de palavras tão lindas. parabéns aos dois. Bjs, Rose.

    Rapha disse...

    Dri, que coisa mais linda esse post!!! *-*

    Vc sempre nos emocionando hein?!

    É tão bom ter uma familia unida, sabe que seu pai tem toda razão, seu livro vai ajudar mta gente a reencontrar a fé e buscar novamente pelos sonhos perdidos.

    Parabens a sua familia, e a vc!

    Beeijão!

    Evany Bastos disse...

    Gente até seu Luiz foi tocado por essa linda história,seu Luiz é um pai maravilhoso,parabéns guria. Mesmo quem não gosta de lêr, não consegue ficar imune a essa linda história de amor, amizade, e fé.
    Beijos meu anjo.

    Kel Costa disse...

    Que lindo! Seu pai, além de saber se expressar muito bem, escolheu as melhores palavras para descrever sua opinião... Achei lindo!

    Queria muito que minha família gostasse de ler ou pelo menos, incentivasse o que faço... Mas é difícil :x

    Nos vemos no Codex, Dri!


    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com

    Marco Antonio disse...

    OLá Adriana,
    Muito bonito mesmo, um imenso privilégio, os nossos pais são uma benção de Deus.
    Parabéns!

    Tem selo no blog pra você.
    Abçs e sucesso.

    http://devoradordeletras.blogspot.com/

    Bruna disse...

    Nem preciso dizer q chorei né?!
    LINDOOO

    Denise Beliato disse...

    Que lindo Dri, até seu pai leu o livro. É esse tipo de apoio que os autores nacionais precisam a pricipio: o da familia.
    Os amigos são as nossas asas que nos ajudam a voar e nossa familia o chão nosso porto seguro.

    Parabéns! Que seus textos continue tocando o coração de muitos.

    Ká Guimaraes disse...

    É temos mais alguma coisa em comum, o amor pelo nossos pais. Ai que lindo amiga, me emocionei e lembrei de quando meu pai segurava minha mão para dormir. Nossa quanto tempo que faz isso rsrs

    Linda a coluna amiga

    bjkss
    Ká Guimarães

    Adriana Brazil disse...

    Olá pessoal!
    Agradeço os comentários e curti bastante cada um!
    Sim, meninas, meu pai é um fofo!
    bjs

    Neiva Meriele disse...

    Que coisa mais linda amiga. Seu pai foi fantástico em suas palavras. Uma pessoa que não costuma ler, mas embarcou nessa história para conhecer personagens marcantes que certamente ele identificou de cara com pessoas reais. Agora já sei de onde veio sua sensibilidade amiga.
    Parabéns pela família linda que tens e que certamente contribuiu para que a série fosse tudo o que é. Beijos

    Juliana Silva disse...

    Lindo Drica!!! Seus pais são realmente maravilhosos!!! Posso falar do fundo do meu coração que sou muito feliz por conhecê-los... Morro de saudades desta família Linda!!!

    Adriana Brazil disse...

    Guria: ah que fofo!! Sou grata a Deus pelos que me cercam, inclusive vc!

    Ju: Vc no meu blog?! Ah que alegria! Seja bem-vinda! Sinto saudade!!

     
    © Autora Adriana Brazil- 2016. Todos os direitos reservados. Criado por: MK Designer e Layouts. Tecnologia do Blogger. imagem-logo