• Início
  • /
  • Sobre
  • /
  • Meus Livros
  • /
  • Agenda
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Parcerias
  • /
  • Lojinha
  • /
  • Portífolio
  • /
  • Contato

  • Não foi dessa vez...



    Não foi dessa vez... Não foi dessa vez que eu vi a Seleção sendo campeã. O que eu vi foi a rede do Brasil balançando, 1, 2, 3, 4... chega! Não acredito que tenha sido tantas vezes! Eu fechei os olhos e torci para que fosse apenas um sonho, mas foi real. 

    Eu vi tanta coisa nesta Copa, vi a revolta dos meus irmãos pelos gastos investidos em obras. Se eu me revoltei também? Claro, porém torcer pela Seleção e por qualquer coisa que tenha o nome Brasil, não tira de mim o título de brasileiro que sonha com a honra, a ordem e o progresso. Contudo, também vi um povo que acreditou e nesses dias sorriu, vibrou e torceu. É certo que essa Copa não nos trará boas recordações e infelizmente será guardada naquele lugar onde guardamos lembranças escuras. Se eu sei que a derrota faz parte do futebol? Poxa, claro que sei! Mas ninguém está preparado para ser humilhado dentro da sua própria casa. E fica aquele aperto no coração, pois para mim não era apenas a Seleção, era um pedacinho da minha pátria amada. 

    Eu torci, eu vibrei e lamentei. Não chorei como vi meu filho de 7 anos chorar, afinal, eu vi o Brasil ser Tetra – ah, inesquecível tetra – vi o Brasil ser o único Penta. Hoje não somos mais os melhores do futebol, pelo menos hoje. Como também não somos os melhores na educação, na saúde. Mas sabe aquele sentimento de que o amanhã pode ser melhor? Bem, isso não dá para deixar morrer. Sim! Amanhã pode ser melhor, ou hoje, depende de mim, depende de nós. Mesmo que minha quarta-feira seja de cinzas, eu sei que o Brasil ainda me dará muito orgulho em todos os aspectos. Utopia? Não, eu ajudarei para que ele seja melhor, porque eu quero que meu filho sempre tenha orgulho de ser brasileiro. Que a vergonha dos hospitais, da educação, da corrupção, seja um dia guardado naquele lugar escuro, nos entulhos que não prestam. Que nosso futuro seja glorioso. Que nossa bandeira tremule nos lugares mais altos e que todos vejam que aqui existe progresso. 

    Não foi dessa vez... A Copa acabou para nós, mas sonhar... isso não pode acabar. Não foi a Seleção Brasileira de Futebol que perdeu, foi cada um brasileiro que torceu e acreditou que essa festa seria nossa. Foi cada um que hoje acordou se perguntando se tudo aquilo foi real. Contudo, esses mesmos brasileiros são aqueles que levantam a cabeça, sacodem a poeira do pé e não param diante dos momentos ruins. 

    Que venha novos dias, dias de glória, dias de alegria. Novos dias que somem ao orgulho que sinto de ser brasileira, apesar de tudo. Dias em que contemplemos tudo ao redor e possamos sorrir com a esperança que nunca nos abandonou. Quem sabe, acompanhada da frase: eu sempre acreditei. 

    Eu continuo ficando com aqueles que sempre encontram um motivo para continuar, mesmo com tudo mostrando o contrário.

    Não foi dessa vez, mas a próxima será. Aliás, sempre será uma chance de tentar.

      Adriana Brazil




    0 comentários :

     
    © Autora Adriana Brazil- 2016. Todos os direitos reservados. Criado por: MK Designer e Layouts. Tecnologia do Blogger. imagem-logo